domingo, 11 de outubro de 2009

-' Brincando de escrever.

Cai a chuva, fico quietinha e em silencio no canto escuro do meu quarto, chorando baixinho para que a chuva não ouça, sabe, uma vez alguém me disse que se a chuva ouvir barulho ela se enfurece. Quando vejo que a chuva está passando, levanto e grito por minha mãe, a chuva então escuta e se enfurece. Vejo então um forte clarão que pude ver minha imagem no espelho, logo em seguida ouço um forte trovão, abafo um grito com minhas mãos, e corro até a cama, dou um salto sobre os travesseiros e sobre meu lençol, me cubro e puxo o ursinho até meu peito então eu o abraço com toda minha força e fecho os olhos. De repente ouço uma voz me chamando de longe, mais prefiro não sair,  percebo então que a voz se aproxima.. A pessoa da voz doce então toca meu ombro. Acordo! Percebo então que aquilo tudo foi um sonho. Então levanto, abro a janela, vejo um lindo sol. Então sorrio, como é bom lembrar da infância!

Vitória Raíssa

Um comentário:

Eveline M. disse...

e como é bom lembrar da infância *-*'
acredito que tenha sido a melhor fase da vida de todos :D
adorei teu post amiga.

saudade, te amo ;*